Programador - O profissional mais importante do futuro

O grande portal Code.org publicou um vídeo no youtube com grandes nomes de criadores de empresas e produtos tecnológicos, como do Facebook, Twitter, Microsoft, Valve e uma série de outras estrelas do nosso meio falando da imporância da programação em suas vidas, no seu intelecto e na sociedade.




O vídeo fala ainda do aspecto social que a programação está causando, visto que praticamente todos os meios profissionais e pessoais dependem do programador, como todas as Ciências, equipamentos médicos, Telecomunicação, Jornalismo e uma série de outros locais e ambientes que você nem imaginava, mas vai ter uma noção maior da importância do ato de programar.

 O vídeo levanta uma série de indagações a respeito do ensino da programação para crianças. Do poder e importância que o ato de programar traz pra sociedade atual, e principalmente pra futura. Se notarmos bem, o uso da programação está se igualando, em termos de importância, a diversas ciências essenciais, como Matemática, Física e Biológicas.

Em todos esses ambientes, não importa qual e quão específica a área seja, a programação vai ser necessária. Foi-se o tempo que estudos e pesquisas se faziam só no laboratório ou com giz+lousa. Pra evoluir, hoje, é preciso fazer com que os computadores trabalhem para nós, pois um segundo de processamento de um supercomputador já oferece mais resultados do que toda a população do mundo com calculadoras, por exemplo.

 Ao contrário do que a maioria das pessoas acham, computadores não pensam, simplesmente obedecem à comandos. E esses comandos só podem ser feitos de uma maneira: programando. Se você quiser saber mais sobre essa capacidade que os computadores tem de resolver problemas do mundo, conheça o projeto BOINC, onde é possível você 'emprestar' parte do processamento de sua máquina para ajudar nas pesquisas sobre Aids, Câncer, Genética, Química, Astronomia, Teoria das Cordas ou qualquer área que você desejar.

  BOINC: Faça pesquisas e descobertas científicas de sua casa, sem fazer nada






Nenhum comentário: